O que é a análise técnica e como utilizá-la

O que é a análise técnica?análise técnica opções binárias

A análise técnica é aquela que se centra na ação do mercado. Habitualmente se usam os gráficos para prever as tendências do preço dos ativos financeiros de uma maneira muito mais clara e visual.

Basicamente podemos diferenciar a análise gráfica em duas categorias muito definidas:

  1. A análise gráfica. Esta costuma ser a mais habitual e a denominamos como chartista. Este tipo de análise se centra exclusivamente em analisar os mercados através dos gráficos e tirar a informação unicamente com uso desta ferramenta.
  2. A análise técnica. A análise técnica como tal também inclui ferramentas adicionais para avaliar o comportamento dos ativos analisados. E vamos vê-las a seguir.

Ferramentas de análise técnica

Dentro do que são as ferramentas disponíveis para realizar a análise técnica de mercados temos que destacar as seguintes: as médias móveis e os osciladores.

Médias móveis

Para os mercados com tendências claras será conveniente usar as médias móveis ou as bandas de Bollinger. As médias móveis são um indicador de tendência muito útil para fazer seguimento dos preços dos ativos. Estas nos indicam a média dos preços em um ponto concreto no tempo em relação a um período determinado do tempo.

Dentro das médias móveis temos as médias móveis simples e os móveis exponenciais.

  • A médias móvel simples se calcula somando uma quantidade concreta te preços em um número determinado de períodos de tempo, e depois se divide o resultado obtendo entre tais números de períodos. O resultado é a média do preço nesse período de tempo e se utiliza a mesma ponderação para todos os preços.
  • A média móvel exponencial também oferece correlação entre o comportamento do preço e o transcurso do tempo. Entretanto, neste caso no cálculo se dá mais importância aos últimos dados recebidos no período determinado, pelo que não todos os dados têm o mesmo valor.

Continuando com as médias móveis também temos que destacar as Bandas de Bollinger.

Bandas de Bollinger

Se trata de uma ferramenta muito utilizada para analisar os mercados, que consiste em duas linhas móveis, uma banda superior e outra inferior. Em ocasiões também se inclui uma medida móvel em meio de ambas, ainda que costume ser mais do tipo orientativa.

Estas linhas permitem saber qual é a tendência dos preços e se o mercado está comprando demais ou vendendo demais. A interpretação das bandas de Bollinger é bastante intuitiva:

  • Quando o espaço entre linhas superior e inferior se estreita a volatilidade do mercado e baixa. Mas cuidado, porque nestas situações de falsa tranquilidade é onde se produzem a maioria das mudanças bruscas nas cotações.
  • Quando o movimento dos preços começa perto de uma banda sabemos que provavelmente a tenência se dirigirá para a outra banda. Aí é onde podemos ver se o preço do ativo subirá ou cairá.
  • Também convém saber que se podem produzir movimentos fora as bandas, rompendo-se os preços nos níveis de suporte e resistências. Identificar os máximos e mínimos é fundamental para determinar a tendência correta.

Os osciladores

Se você se encontrar diante de uma situação onde os mercados não têm uma tendência definida você poderia utilizar os indicadores. Estes estão baseados na observação específica do comportamento dos preços no mercado.

Nos gráficos se representam como linhas ou histogramas e se encarregam de medir quão fortes são as tendências e os movimentos do preço. No momento em que observarmos certa debilidade será sintoma de que a tendência está a ponto de se reverter.

Dado que há tantos osciladores não poderia nem te dar nomes nem te explicar o funcionamento de cada um dos mesmos. Mas o que sim posso te dizer é que você busque informação dos osciladores MACD e do RSI, já que costumam ser os mais habituais para o trading online.

A seguir vamos continuar com a análise técnica, mas com o uso de gráficos, o que é o mesmo, a análise chartista. Para este tipo de análise é importante que você tenha em conta os seguintes elementos: as tendências, os suportes e resistências, as linhas de tendência, os prometidos e os canais. E agora, vamos falar um pouco de cada um destes elementos.

Ferramentas para a análise chartista

Na análise chartista se costumam empregar formações de figuras e padrões para identificar a evolução dos preços no mercado e tentar esclarecer a tendência. Neste caso teríamos dois padrões; aqueles que nos ajudam a determinar a continuação de uma tendência e aqueles que nos mostram uma mudança na direção dos preços.

Claro, convém ter em conta todos estes elementos.

As tendências

O conceito mais importante da análise técnica são as tendências. Se você vai observar os gráficos é fundamental que saiba identificar as tendências e determinar quão fortes ou débeis são as tendências e para que direção se movimentem no mercado.

Quanto às tendências temos que destacar a de alta, de baixa e a tendência lateral, que vem sendo quando o mercado está estável e não há tendência definida;

Os suportes e resistências

Os níveis de suporte e resistências são basicamente os preços limite a que chega o preço de um ativo antes de se romper a tendência. O nível de suporte é o preço mais baixo (o preço mínimo) e o nível de resistência é o mais alto (o preço máximo).

Convém estar muito pendentes destes níveis já que se observarmos que uma tendência se aproxima ao nível significará que se vai dar uma quebra ou ruptura na direção da tendência original, e será o momento de atuar executando a ordem adequada para nos beneficiarmos.

Linha de tendência

Uma ferramenta tão fácil quanto traçar uma linha reta que conecte vários pontos consecutivos para observar a evolução dos preços, tanto se é para a alta quanto para a baixa. Quanto mais comprida seja a linha mais clara teremos a trajetória tendencial das cotações.

Média

As médias são as variáveis que te ajudam a estabelecer o preço médio de um valor em um momento determinado e período de tempo concreto. Já falamos antes das médias então você pode fazer uma ideia de que tipo de elemento são as médias.

Canais

Se você tiver uma linha de tendência estabelecida, seja para a alta ou baixa, uma linha paralela te ajudará a determinar algo tão importante como os níveis Take Profit e Stop Loss. Mesmo assim, também te ajudarão a estabelecer os níveis de ruptura e início das novas tendências.

2017 © copyright - Opcoesbinarias.com.pt - Todos os direitos reservados